Em três anos, Pix tem mais de 160 milhões de usuários e movimentação de 1,2 trilhão

Facebook
Twitter
LinkedIn
Entre janeiro e setembro, média foi de 140 transações feitas por cada brasileiro

Em três anos, o Pix revolucionou a forma como os brasileiros fazem pagamentos e transferências financeiras. Desde que o serviço foi criado pelo Banco Central (BC), a expressão “faz um Pix” se tornou mais do que corriqueira em todo país.

Segundo dados divulgados pelo BC, mais de 160 milhões de usuários aderiram ao recurso no período, que movimentou cerca de R$ 1,2 trilhão em 2022.

Em setembro de 2023, o Pix se aproximou de 4 bilhões de transações durante o mês, com 3,9 bilhões de operações. O número indica que cada brasileiro fez cerca de 20 transações pelo Pix no mês.

No acumulado do ano, entre janeiro e setembro de 2023, o BC registrou uma média de cerca de 140 transações do Pix feitas por cada brasileiro.

 

Crescimento no comércio

A utilização do Pix no comércio e em empresas tem aumentado de forma exponencial. Nos primeiros meses após o lançamento do serviço, esse percentual era de pouco mais de 10%. No último mês de setembro, chegou a 41% das transações realizadas.

 

Quantidade de usuários

Até 31 de outubro deste ano, os números eram de 146.861.796 usuários pessoas físicas e 14.462.733 pessoas jurídicas. No total, são mais de 161 milhões de usuários do serviço. Além disso, foram 674.606.199 chaves cadastradas até 31 de outubro de 2023, distribuídas entre e-mail, celular, CPF, CNPJ e chaves aleatórias.

Em 2022, o Pix foi o meio de pagamento mais utilizado no país. Foram 24 bilhões de operações, que totalizaram R$ 1,2 trilhão. Dados do segundo trimestre de 2023 mostram que o serviço registrou 9,4 bilhões de operações.

 

Futuro

De acordo com o BC, o Pix pretende continuar revolucionando o mercado de pagamentos de varejo do país. A Assessora Sênior da Gerência de Gestão e Operação do Pix, Mayara Yano, lembra que o Pix Automático entra em operação no ano que vem.

“O BC está trabalhando para que o Pix Automático esteja disponível para toda a população no final de 2024. Ele vai permitir pagamentos recorrentes de forma automática, facilitando a vida dos usuários. Mediante uma autorização prévia, o usuário vai poder ter determinado pagamento debitado, de forma automática, todo mês, sem precisar lembrar de pagar a fatura e fazer um agendamento ou uma autenticação a cada operação”, explica Mayara.

 

Fonte:
Oeste Mais

Veja também

Adicionar o seu comentário

sete + dez =

Em 2002, através de um sonho e um grande desejo que existia no coração de um grupo de pessoas e entidades, lideres juntaram as forças e se reuniram com um único objetivo: montar uma Rádio Comunitária na Cidade de Concórdia.
Este sonho se tornou realidade e hoje a Rádio 104FM se consolida no meio de comunicação e tem o seu papel fundamental na comunidade local e em toda a região.
Sempre com o intuito de levar para a comunidade programação de qualidade, música e informação, é atribuída a ela o título de “A Rádio Mais querida da Cidade”.

CONTATO