Novo Decreto de Situação de Emergência é encaminhado pela prefeitura de Concórdia

Facebook
Twitter
LinkedIn

Município aguarda levantamentos para estimar prejuízos e buscar recursos dos governos Estadual e Federal

O prefeito Rogério Pacheco reuniu a Defesa Civil, Bombeiros Voluntários e entidades representativas de Concórdia para avaliar os impactos causados pelas chuvas dos últimos dias no município. Um dado apresentado pela Epagri deu a dimensão da situação que estamos vivendo. Em 40 dias, as estações de monitoramento registraram 950 mm de chuva em Concórdia.

Os estragos são grandes, tanto no perímetro urbano quanto no rural. Mas no interior  a situação é mais crítica. A malha viária, que é de cerca de 3 mil quilômetros, foi totalmente destruída. Normalmente, a prefeitura leva em torno de seis meses para atuar em todas as estradas, mas desta vez será impossível recuperar tudo dentro desse prazo.

O prefeito Rogério Pacheco salientou que os prejuízos são incalculáveis e que aguarda a apresentação de um relatório detalhado para encaminhar um novo Decreto de Situação de Emergência. O mesmo daria condições para o município conseguir algum tipo de auxílio por parte dos governos Estadual e Federal. No interior, pelo menos 10 pontes foram destruídas e na cidade, muitos problemas geram uma preocupação constante.

Pelo menos 40 pontos estão sendo monitorados pela Defesa Civil e 11 famílias precisaram deixar suas residências por medida de segurança. Há preocupações com deslizamentos de terra e fendas abertas na Tancredo Neves (próximo ao Parque de Exposições); Anita Garibaldi (acesso ao Bairro Vista Alegre); e ruas Senador Attílio Fontana e Padres Franciscanos.

A prefeitura aproveitou os últimos quatro dias sem chuva para realizar alguns trabalhos pontuais, como limpeza da barragem de contenção, a reconstrução de bueiros e a desobstrução de alguns pontos de drenagem pluvial. O município encaminhou ainda a contratação de um novo serviço de limpeza no leito dos rios que cruzam o perímetro urbano. Em alguns pontos, entulhos ficaram acumulados, como muros que caíram e restos de troncos e galhos.

Um geólogo indicado pelo CREA também está atuando na avaliação das áreas de risco já identificadas pela Defesa Civil do município. Na reunião de hoje (22/11) foi reforçado o pedido para que a população fique atenta às condições do tempo e busque ajuda dos bombeiros ou da Defesa Civil, em caso de necessidade pelos fones 199 e 193. Além disso, é importante que a população leve a sério as previsões de chuva em grande volume. Nesses casos, é importante tomar medidas preventivas, como fazer a retirada de veículos que ficam em garagens abaixo do nível da rua.

 

Fonte:
Prefeitura de Concórdia

Veja também

Adicionar o seu comentário

7 + dezesseis =

Em 2002, através de um sonho e um grande desejo que existia no coração de um grupo de pessoas e entidades, lideres juntaram as forças e se reuniram com um único objetivo: montar uma Rádio Comunitária na Cidade de Concórdia.
Este sonho se tornou realidade e hoje a Rádio 104FM se consolida no meio de comunicação e tem o seu papel fundamental na comunidade local e em toda a região.
Sempre com o intuito de levar para a comunidade programação de qualidade, música e informação, é atribuída a ela o título de “A Rádio Mais querida da Cidade”.

CONTATO