Secretaria da Agricultura e entidades ligadas ao agro unem esforços para auxiliar produtores após enchente

Facebook
Twitter
LinkedIn
Objetivo é criar um comitê de crise e discutir medidas emergenciais para atender os mais afetados

O Secretário de Estado da Agricultura de Santa Catarina, Valdir Colatto, promoveu nesta segunda-feira, dia 9, uma reunião com a presidente da Cidasc, Celles Regina de Matos, o presidente da Epagri, Dirceu Leite, o presidente da Central de Abastecimento de Santa Catarina (Ceasa-SC), Sandro Vidal e demais entidades representativas do setor.

O encontro teve como objetivo formar um comitê de crise para discutir medidas emergenciais e ajudar os produtores rurais afetados pelos danos ocasionados pela recente enchente no estado, além de oferecer apoio na prorrogação dos financiamentos dos programas da Secretaria de Estado da Agricultura e a possibilidade de indenização pelo Fundo Estadual de Sanidade Animal (Fundesa) na perda dos animais.

Foram debatidas estratégias para minimizar os prejuízos enfrentados pelos produtores rurais, que tiveram as propriedades afetadas pelas fortes chuvas.

O foco principal foi a busca por soluções rápidas e efetivas para auxiliar na recuperação das áreas agrícolas e no restabelecimento da produção agropecuária animal e vegetal.

Levantamento de perdas na agricultura

Colatto enfatizou a importância de formar um comitê e centralizar as informações com a Epagri, que irá fazer o levantamento de quais culturas, lavouras e cidades foram afetadas.

“No primeiro momento a determinação do governador é que deixemos as pessoas em segurança. Em seguida, precisamos levantar as culturas afetadas para saber exatamente o que fazer e buscar os recursos previstos para a estruturação das propriedades rurais afetadas pelas enchentes. Com a força de trabalho seremos dezenas de mãos unidas para minimizar os danos causados pelas chuvas em todo o Estado de Santa Catarina”, destaca Colatto.

O presidente da Epagri, Dirceu Leite, afirma que neste momento a missão da Empresa é levar seus técnicos a campo. “Esse levantamento é fundamental para que o Governo do Estado desenhe qual será sua resposta frente à situação, para levar uma solução ao agricultor de forma rápida”, ressalta.

Dirceu ainda reforça a importância de a população acompanhar a previsão do tempo em fontes oficiais, pois há mais chuva prevista para Santa Catarina.

Colatto solicitou que os técnicos da Epagri orientem agricultores em relação ao procedimento para acessar os benefícios do Programa de Garantia da Atividade Agropecuária (Proagro). O Proagro cobre perdas decorrentes de eventos climáticos (como ventos fortes ou frios; chuva excessiva, geada, granizo; seca – áreas não irrigadas), desde que a lavoura já tenha emergido na área enquadrada no programa.

As entidades presentes se comprometeram a trabalhar em conjunto para viabilizar suporte aos produtores rurais e contribuir para a reconstrução das áreas atingidas, garantindo o desenvolvimento da agricultura catarinense.

Fonte:
Oeste Mais

Veja também

Adicionar o seu comentário

7 − quatro =

Em 2002, através de um sonho e um grande desejo que existia no coração de um grupo de pessoas e entidades, lideres juntaram as forças e se reuniram com um único objetivo: montar uma Rádio Comunitária na Cidade de Concórdia.
Este sonho se tornou realidade e hoje a Rádio 104FM se consolida no meio de comunicação e tem o seu papel fundamental na comunidade local e em toda a região.
Sempre com o intuito de levar para a comunidade programação de qualidade, música e informação, é atribuída a ela o título de “A Rádio Mais querida da Cidade”.

CONTATO